Topo
pesquisar

Estratégia de ensino sobre separações de misturas

Estratégias de Ensino

Preparamos para você uma estratégia de ensino sobre separações de misturas que aborda métodos como floculação, decantação, flotação e filtração.
PUBLICIDADE

Com as competências exigidas pelo Enem, é fundamental que o professor formule metodologias para dar ao estudante condição de atingir essas exigências. No ensino de separação de misturas, o professor de Química pode possibilitar que os alunos, além de absorverem o conteúdo, possam analisar, concluir e executar um ou mais métodos de forma eficaz.

Pensando nisso, este texto apresenta uma estratégia de ensino sobre separação de misturas que favorece o ensino desse assunto de forma prática e participativa. É importante ressaltar que se trata de uma proposta, logo, o professor pode modificar e/ou complementar da forma que julgue necessária e eficaz. Vamos lá?

Introdução

É interessante que, antes de realizar os procedimentos experimentais, seja feita uma explanação rápida sobre as características de cada um dos métodos de separação que serão abordados:

Materiais necessários

a) Para a floculação

  • Água

  • Terra

  • Sulfato de alumínio

  • Copo de vidro ou descartável

b) Para a filtração

  • Papel de filtro

  • Funil (de plástico ou de vidro)

  • Mistura feita com os materiais do item a).

  • Um copo de vidro ou descartável

c) Para decantação

  • Água

  • Óleo

  • Garrafa PET

  • Equipo de soro (encontrado em farmácia)

  • Tesoura

  • Copo de vidro ou descartável

d) Para flotação

  • Água

  • Areia

  • Isopor

  • Um copo de vidro ou descartável

Procedimentos

a) Para a floculação

  • Adicionar 150 mL de água ao copo;

  • Adicionar 1 colher de sopa de terra à água dentro do copo;

  • Agitar com o auxílio da colher por 30 segundos;

  • Adicionar 2 colheres de chá de sulfato de alumínio;

  • Agitar com o auxílio da colher por 30 segundos;

  • Manter a mistura em repouso.

b) Para a filtração

  • Colocar o papel de filtro no interior do funil;

  • Posicionar o funil sobre o copo vazio;

  • Despejar a mistura preparada no item a) sobre o papel de filtro;

  • Aguardar a filtração.

c) Para a decantação

  • Cortar a garrafa PET no meio com o auxílio da tesoura;

  • Fazer um furo na tampa plástica da garrafa e, logo em seguida, encaixar a ponta do equipo de soro no furo de modo que fique bem firme;

  • Adicionar 150 mL de água à garrafa;

  • Adicionar 100 mL de óleo à garrafa;

  • Aguardar a decantação da mistura;

  • Posicionar a ponta da mangueira do equipo sobre o copo e liberar o fluxo do líquido.

d) Para a Flotação

  • Colocar uma porção pequena de areia no copo;

  • Colocar uma porção pequena de isopor no copo;

  • Logo em seguida, adicionar cerca de 150 mL de água no copo;

  • Agitar a mistura com o auxílio de uma colher por 5 segundos;

  • Manter a mistura em repouso.

Sugestão de discussão e avaliação

Se houver a possibilidade e recursos suficientes, seria interessante que o professor dividisse a turma em grupos de três alunos e que cada grupo realizasse cada um dos procedimentos, anotando os resultados na forma de relatório.

Nesse relatório, os estudantes deverão registrar tudo o que aconteceu e foi visto durante a realização de cada um dos procedimentos e também as respostas para o seguinte questionário:

a) Todos os métodos realizados foram eficientes para realizar a separação dos componentes das misturas?

b) Algum dos métodos utilizados poderia ser substituído por outro mais eficaz?

c) Quais são as propriedades físicas da matéria mais atuantes nos métodos de separação empregados?

d) Quais outras misturas poderiam ser separadas pelos métodos utilizados na aula?

Boa aula!


Por Me. Diogo Lopes Dias

O carvão ativado, mostrado no balão de fundo chato, possui muitos poros e uma grande área de superfície para realizar a adsorção
Estratégias de Ensino Adsorção sobre carvão ativado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola